Gotham está mais insana do que nunca.

Eu existo, e as pessoas estão começando a notar.

Além de ser uma das frases mais impactantes a ser proferida pelo Coringa de Joaquin Phoenix, o trecho acima simboliza muito bem o quanto a relevância do personagem tem crescido a passos largos no imaginário dos fãs mais ávidos da franquia Batman. Afinal de contas, existiria alguma chance de um vilão tão bem construído em sua origem possa dar errado dentro de um Universo Compartilhado?

Inicialmente, o próprio Joaquin e o diretor Todd Phillips declararam que Coringa seria uma obra completamente isolada das conexões que a DC vem tentando construir ao longo dos anos. Mas será que, com tanto sucesso nas mãos, e uma bilheteria extremamente bem sucedida, a Warner vai manter as rédeas de seu próprio potencial de produto?

Pensando em localizar os espectadores para o futuro, separamos uma matéria com tudo que você precisa saber para que chegue à própria conclusão da seguinte questão: será que o Coringa de Phoenix e o Batman de Robert Pattinson se encontrarão? Ou será que ambos continuarão existindo em suas próprias realidades? Se é que continuarão, de fato, existindo. De qualquer forma, sem mais delongas, vamos lá!

O BATMAN DE PATINSON
Esquire Middle East

Antes de qualquer coisa, precisamos traçar uma cronologia dos fatos. Ao que tudo indica, o vindouro The Batman, dirigido por Matt Reeves e protagonizado por Robert, contará com um número considerável de vilões e mostrará o herói no início de sua jornada de autodescoberta como um detetive combativo ao crime de Gotham City.

De acordo com rumores — que, inclusive, confirmam-se cada vez mais — The Batman terá quatro vilões, sendo que três deles já foram “revelados” ao público: Charada, Pinguim e Mulher-Gato. No entanto, o quarto elemento dentro da trama permanece como uma incógnita, o que abre precedentes para que possamos deduzir a presença do Coringa.

Mas o quanto Todd, Joaquin e Reeves estariam dispostos a fazer uma mistura de personagens com abordagens tão distintas? Afinal de contas, estamos falando de um filme pautado em força política e fortes questões sociais e psicológicas, ao lado do que provavelmente será um longa de herói nos moldes clássicos. Assim, chegamos ao ponto seguinte.

O CORINGA DE PHOENIX
Warner Bros.

Há cerca de um mês, Phillips foi perguntando sobre a possibilidade de realizar um encontro entre o antagonista com seu inimigo mortal interpretado por Pattinson. O diretor foi categórico ao responder que “definitivamente não vai acontecer”. No entanto, com o tempo, sua resposta foi mudando conforme questões parecidas iam surgindo.

Apenas uma semana depois, Joaquin relatou em uma entrevista coletiva que toparia fazer alguma outra coisa na pele do personagem caso surgisse uma oportunidade. Já o próprio Todd também mostrou-se animado para uma sequência direta de Coringa: “Se ele estiver disposto a fazer, e se as pessoas comparecerem a este filme, e a Warner viesse até nós e dissessem ‘Quer saber? Se vocês pudessem pensar em alguma coisa…’ Bem, eu tenho a sensação de que ele e eu poderíamos pensar em alguma coisa bem legal”.

No entanto, aqueles que assistiram a Coringa sabem muito bem o quanto as cenas finais criam um gancho perfeito para que possamos acompanhar o desenvolvimento de um novo Batman no futuro. Inclusive, bem a tempo de vermos Pattinson na pele do herói — contrariando os arcos comuns nos quais o Batman surge da violência, aqui o vilão tem um papel direto dentro de sua transformação.

O FUTURO INCERTO
Mashable India

A DC falhou muitas vezes em tentar criar um Universo Compartilhado nos cinemas — isso é um fato. Além do fracasso de crítica de Batman vs Superman, a questão só piorou quando Liga da Justiça acabou entregando um resultado terrível até mesmo no público, o que fez com que a ideia de fazer diversos filmes solos não fosse para frente.

Apesar dos sucessos de Aquaman e Mulher-Maravilha, os longas focados no Flash e no Ciborgue acabaram não sendo realizados a pedido da Warner, que já não considerava as aventuras como algo não tão rentável assim. No entanto, com a vindoura chegada de Aves de RapinaMulher-Maravilha 1984Aquaman 2Esquadrão Suicida 2 e, é claro, The Batman, pode ser que estejamos presenciando uma nova fase.

Até mesmo filmes de menores pretensões, como Shazam 2 e Adão Negro parecem estar sendo planejados seguindo a nova linha editorial de adaptações. Com tantas variantes acontecendo, e o Coringa de Joaquin mostrando uma abordagem tão diferente (vendendo-se, inclusive, nesta diferença), o mais provável neste momento é que o personagem ganhe mais um filme solo em sua própria maneira.

Sendo assim, faria muito mais sentido — e seria mais lucrativo — que Todd e Joaquin fizessem uma série de obras criando o próprio universo mais puxado para mazelas sociais. Misturar o Coringa com uma origem tão densa ao Batman do estilo narrativo clássico de heróis talvez fosse um tiro no pé. Mas não seria a primeira vez.

FONTE: ADOROCINEMA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.