90 minutos ou mais.

DAZN

Dentro do imaginário popular brasileiro, o esporte e arte certamente fazem parte de duas perspectivas completamente distintas entre si. No entanto, existem teses — não muito difundida — de que uma partida de futebol é uma das representações mais puras e fidedignas da significância de um filme para seu respectivo público. Afinal de contas, como bem disse Alex DeLarge, em Laranja Mecânica: “As cores da vida real parecem muito mais vivas quando vistas na tela de um cinema”.

Seguindo esta, que é uma das comparações mais atípicas que você provavelmente verá hoje, vamos ao que interessa. Aproveitando seu sucesso dentro do mercado de streaming de eventos esportivos, a DAZN (que chegou ao Brasil em maio do ano passado), em parceria com a Archer’s Mark, lançou The Making Of, sua primeira série original. A proposta do conteúdo é reunir os astros Cristiano RonaldoNeymar e José Mourinho para mergulhar nos bastidores de suas partidas e momentos mais icônicos até agora — e o AdoroCinema pôde conferir, em primeira mão, três dos episódios que são lançados mundialmente nesta sexta-feira (09).

Com acesso a uma história contada por cada integrante do trio estelar, o que mais começa chamando atenção é a presença de todos os componentes responsáveis pela realização de um evento futebolístico. Ainda mais importante do que acompanhar os relatos dos próprios personagens centrais das “tramas” de 90 minutos (tirando os acréscimos), é a possibilidade de se enxergar dentro da narrativa: assim se justifica a presença de depoimentos de torcedores fanáticos, técnicos e jornalistas, por exemplo.

DAZN

Contando com uma linguagem documental clássica de misturar entrevistas com trechos televisivos para embasar cada uma das histórias contadas, The Making Of às vezes parece ficar no meio do caminho entre realizar uma cobertura jornalística e tratar a exibição dos momentos mais emocionantes das partidas como uma verdadeira “jornada do herói”. Dentre muitos momentos, a série documental mais se assemelha a um compilado de reportagens especiais comemorativas: o que, talvez, seja a intenção, visto que o DAZN é uma plataforma, majoritariamente, de cárater televisivo.

Durante os primeiros minutos, fica bem claro que o programa tenta equilibrar a direção de sua atenção entre os fãs inveterados do universo do futebol e aqueles que estão apenas de passagem, desejando conhecer mais a respeito de seus ídolos, ou até mesmo sobre como as coisas funcionam neste âmbito. Dentro desta lógica, os momentos escolhidos funcionam muito bem, como por exemplo, a icônica vitória do Barcelona que, contra o Paris Saint-Germain, precisava ganhar com mais de quatro gols de diferença para que passasse de fase na Champions League.

Caso a última frase do parágrafo anterior não tenha feito nenhum sentido para você, ainda existe parte do The Making Of que é construída especialmente para lhe agradar — mas pode ser que não funcione. No primeiro episódio centrado em Cristiano Ronaldo, por exemplo, o jogador fala sobre como seus jogos inicias como profissional causaram um efeito dominó em sua carreira, intercalando a narrativa com depoimentos mais íntimos e pessoais dos que estavam envolvidos em seus primeiros passos. Nesta ótica, talvez valha como uma interessante curiosidade aos menos afoitos pelo esporte.

DAZN

Ao fim da experiência inicial, a maior impressão que fica é, justamente, a de ter visto alguns minutos de uma reportagem conduzida com louvor. Por mais que esta constatação torne o veredito inconclusivo, fica à mercê do espectador decidir que tipo de obra prefere consumir. Para os entusiastas do futebol, sequer é necessário duvidar da atração ao conteúdo produzido. Aos que não gostam tanto da temática, a variável é inconstante.

Em conclusão, a existência deste produto em si já é algo do qual vale a pena se analisar, afinal, estamos falando de uma série original de um serviço de streaming, até então, exclusivo para transmissões de eventos esportivos, jogos, campeonatos, e afins. Propondo-se a reinventar a forma de consumo de plataformas parecidas, resta esperar pelo que o futuro reserva a outros produtores de conteúdo que procurem seguir o mesmo caminho.

No fim, a diferença entre o cinema e a vida real está no recorte.

FONTE: ADOROCINEMA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.