Bazinga!

Se despedir de uma série querida não é fácil, mas chegou a hora de dizer adeus. Após 12 anos no ar, The Big Bang Theory chega ao fim de uma maneira leve e emocionante, como uma carta de amor feita por toda a produção para os próprios personagens e seus fãs. O AdoroCinema assistiu ao episódio duplo da série, que será exibido no Brasil em 02 de junho pela Warner Channel, e agora conta suas impressões!

A grande expectativa de Sheldon e Amy receberem alguma notícia sobre o Prêmio Nobel e suas repercussões é o que move a trama dos dois últimos episódios, e a melhor parte é que tal situação abre espaço para a comédia entrar de maneira bem certeira – especialmente por Leonard finalmente conseguir realizar um desejo há muito tempo contido, e também por render momentos simples de convivência dentro do grupo.

Os episódios 23 e 24 são leves e ao mesmo tempo trazem reflexões sobre o quão importantes são as mudanças em nossas rotinas. Sheldon é o que mais permanece apegado ao passado, enquanto o restante do grupo se mostra mais adepto às novidades que chegam – sendo Penny sua principal ajuda para o personagem entender que mudanças não são apenas necessárias: são elas que movimentam nossas vidas constantemente. Amy, indo na direção contrária do marido, opta pela mudança no visual mesmo estando diante de um grande acontecimento em sua carreira; mas tal insegurança é anulada em seu discurso no final do episódio 24, quando fala com orgulho sobre sua profissão.

Os casais Leonard/Penny e Bernadette/Howard ganham destaque, mas como suas vidas se encontram em um momento de certeza e tranquilidade quanto ao futuro, é Sheldon quem rouba a cena mais uma vez – e não só por conta do Nobel. Sua personalidade aparentemente fria e calculista traz o maior conflito a ser enfrentado pelo grupo de amigos nos últimos momentos antes da conclusão da série, mas é o que acaba resultando num belo final, com a valorização da amizade e do companheirismo acima de qualquer realização. Afinal, de nada vale conquistarmos o mundo se estivermos sozinhos.

Apesar de apresentar alguns conflitos e soluções de modo ágil, The Big Bang Theory os aproveita para finalizar sua longa jornada com um sentimento agridoce ao mesclar a dificuldade que se encontra em qualquer “adeus” com a animação em relação ao que o futuro aguarda. Com uma finale emocionante, sem pesar muito na comédia e valorizando os dramas dos personagens, Leonard, Penny, Sheldon, Amy, Raj, Howard e Bernadette tiveram uma bela chance de se despedir deste universo repleto de ciência, piadas e, sobretudo, amizade.

FONTE: ADOROCINEMA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.