As teorias que explicam o significado do curioso elemento.

Pouco sabemos a respeito do Rei da Noite e das criaturas conhecidas como Caminhantes Brancos, ainda que falte pouco para o grande fim de Game of Thrones. O primeiro episódio da oitava e última temporada mostrou novamente o estranho símbolo em espiral desenhado pelo Rei da Noite, levantando especulações entre os fãs. O que isso realmente significa?

Esta não é nem de longe a primeira vez que os tais símbolos aparecem na série. De fato, ele estão presentes desde a primeira temporada. Você lembra?

No primeiro episódio da série, um grupo de Patrulheiros sai em uma missão para Além da Muralha, e os homens se deparam com uma pilha de corpos deixada para trás pelos Caminhantes Brancos, em formato circular. O mórbido desenho criado nesta situação não é uma espiral, mas é um formato que se assemelha ao símbolo grego ‘phi’.

HBO/Reprodução

Na terceira temporada, quando Jon Snow (Kit Harington) é capturado pelos Selvagens e levado ao acampamento, o grupo encontra uma espiral formada por cabeças decapitadas de cavalos.

HBO/Reprodução

Na terceira temporada, quando Daenerys (Emilia Clarke) é rodeada de uma multidão de ex-escravizados que acabou de libertar.

Na quinta temporada, quando Dany é cercada por dothrakis antes de ser capturada e os homens formam uma espiral ao seu redor.

Na sexta temporada, Bran (Isaac Hempstead-Wright) e o Corvo de Três Olhos (Max von Sydow) assistem enquanto um dos Filhos da Floresta atravessa uma adaga de vidro de dragão no coração de um dos Primeiros Homens, criando assim o primeiro Caminhante Branco. Ao redor da Árvore, os Filhos criaram exatamente o mesmo símbolo espiralado com pedras.

HBO/Reprodução

Na sétima temporada, Jon e Daenerys Targaryen vêem os símbolos em uma caverna em Pedra do Dragão, quando vão investigar a quantidade de obsidiana disponível no local.

HBO/Reprodução

E, por fim, no primeiro episódio da oitava temporada, espelhando o episódio piloto do drama.

Helen Sloan/HBO

Não sabemos exatamente o que os símbolos significam mas, em um vídeo de discussão após o episódio 7×04, David Benioff havia confirmado que os Caminhantes Brancos herdaram o símbolo de seus criadores:

“Uma das coisas que aprendemos neste episódio, com as pinturas na caverna, é que os Caminhantes Brancos herdaram as imagens. Elas derivam dos seus criadores, os Filhos da Floresta. Estes são padrões que têm significado místico para os Filhos. Não sabemos exatamente o que eles significam, mas padrões em espiral são importantes em várias culturas no nosso mundo. Faz sentido que sejam importantes também neste mundo.”

Para o matemático Andrew Beveridge (via The Verge) os símbolos têm referências mais profundas. O phi (Φ) é utilizado para representar a proporção áurea, que aparente frenquentemente na arquitetura, geometria e arte na história do mundo. Já a espira poderia estar relacionada à espiral Fibonacci, ou Espiral Dourada, cujo fator de crescimento é o phi.

Beveridge explica que a espiral dos Caminhantes Brancos é desenhada na direção oposta da espiral dourada, mas afirma que é bastante semelhante. O matemático fez as medições necessárias e descobriu que cada quarto de volta mede 1,616, um número muito próximo ao fator de expansão de 1,618 da espiral dourada: “Sim, os Caminhantes Brancos fizeram sete espirais douradas em sentido horário”, afirmou o matemático, lembrando da importância do sete para o universo de Martin: sete reinos, sete grandes Casas, sete deuses na principal religião.

Em uma recente entrevista concedida ao jornal New York Post, o roteirista Dave Hillcomplementa a citação anterior de Benioff:

“Como havíamos visto com Bran e o Corvo de Três Olhos, o padrão em espiral era sagrado para os Filhos da Floresta, que criaram o Rei da Noite sacrificando um homem capturado em uma espiral de pedras. O Rei da Noite adotou o símbolo como um tipo de blasfêmia, como o Satã com a cruz invertida.”

Indo ainda mais distante, uma teoria de fã sugere que a espiral simboliza a magia e sua proximidade com os humanos, enquanto outra diz que o símbolo representa o ciclo da vida — ou o ciclo da morte.

A ideia é que a história se repete em ciclos, estabelecendo um contraponto: no episódio piloto, Ned (Sean Bean) conta a Bran que os Caminhantes Brancos não apareciam há milhares de anos. O símbolo, portanto, poderia ser um recado de que as criaturas sempre voltarão para tomar humanos e aumentar o exército dos mortos. Ou seja… tudo o que vai, volta.

Outra teoria liga as espirais ao brasão da Casa Targaryen, em virtude de uma semelhança entre ambos, observada pelos fãs.

Esta teoria se ampara ainda na informação de que apenas Targaryen ou descendentes do sangue valiriano são capazes de montar os dragões, algo que foi confirmado no cânone da série em um vídeo por Benioff e Weiss. A ideia, aqui, é que o Rei da Noite seria um descendente Targaryen e chegaria para enfrentar Daenerys. Vale lembrar, no entanto, que o embasamento aqui é bastante raso. O Rei da Noite é capaz de controlar Viserion simplesmente porque ele é uma das criaturas de seu exército, e não por qualquer ligação mágica ou de sangue. Ele está morto, assim como os outros seres que seguem os Caminhantes Brancos. O que acha?

Oficialmente, ainda não sabemos qual é a motivação dos Caminhantes Brancos para marcharem rumo ao sul, ou até mesmo se haverá algum significado mais profundo para os símbolos. Pelo menos já sabemos de onde eles tiraram tanta vocação artística.

FONTE: ADOROCINEMA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.