Longa desbancou Detetives do Prédio Azul.

Era apenas uma questão de tempo para que o filme baseado no assunto do momento no Brasil liderasse o ranking das bilheterias deste ano. Ao alcançar a marca de 1.215.832 ingressos vendidos, Polícia Federal – A Lei é Para Todos tornou-se o campeão de público em 2017. Como o fenômeno Minha Mãe é uma Peça 2 estreou em 2016 — entrando, portanto, para o ranking do ano passado com suas mais de 9 milhões de entradas comercializadas — o suspense policial de Marcelo Antunez (Um Suburbano Sortudo) só precisou desbancar Detetives do Prédio Azul, que vendeu 1.193.095 bilhetes.

Entretanto, apesar de ter conquistado a coroa em 2017, Polícia Federal não teria obtido o mesmo êxito de bilheteria se tivesse sido lançado em 2016 e 2015. Mesmo se excetuarmos o peculiar caso de Os Dez Mandamentos – O Filme — a maior parte dos mais de 11 milhões de ingressos comprados pela Igreja Universal não foram aproveitados pelos fiéis — da lista, o thriller sobre a Operação Lava-Jato sequer conquistaria a medalha de bronze nos últimos anos.

Caso fosse um longa de 2016, por exemplo, Polícia Federal continuaria distante do supracitado Minha Mãe é uma Peça 2 e ficaria atrás ainda de produções como Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joana (2,5 milhões de ingressos) e É Fada (1,7 milhão. O suspense estrelado por Antonio Calloni ocuparia apenas a quinta colocação da tabela, com pouca vantagem em relação ao competidor seguinte, Tô Ryca (1,1 milhão).

Em 2015, a situação seria um pouco mais complicada. Há dois anos, tanto o campeão como o vice superaram a marca de 3 milhões de espectadores: Loucas Para Casar levou 3,7 milhões de pessoas às salas de cinema e Vai que Cola, 3,2 milhões. Meu Passado Me Condena, medalha de bronze daquele ano, atraiu 2,6 milhões de espectadores. Logo em seguida, Carrossel (2,5 milhões), S.O.S. Mulheres ao Mar 2 (1,5 milhão) e Os Caras de Pau em O Misterioso Roubo do Anel (1,3 milhão) também venceriam a disputa com Polícia Federal. O longa produzido por Tomislav Blazic ficaria, portanto, na sétima posição, roubando o lugar de Linda de Morrer (948 mil).

Portanto, ainda que a marca alcançada por Polícia Federal seja expressiva, a queda de faturamento geral aponta que o consumo de filmes nacionais nas salas de cinema brasileiras vem decaindo vertiginosamente. Segundo dados divulgados pelo FilmeB, site nacional especializado no negócio das bilheterias, o público total das produções brasileiras caiu 34,8% em relação ao mesmo período do ano passado. A renda total, por sua vez, teve um decréscimo de 22,5%.

No fim das contas, Polícia Federal tem todas as chances de manter a medalha de ouro no peito, especialmente se conseguir derrotar a comédia Os Parças (30 de novembro), que traz favoritos do público como Tom Cavalcante, Danilo Gentili e o youtuber Whindersson Nunes no elenco. Todavia, é impossível negar que as bilheterias brasileiras já viram dias melhores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.