Gary Dauberman foi fiel ao início do livro, pelo ponto de vista do Clube dos Otários, e então desenvolveu a história segundo o que julgava mais importante na obra de Stephen King.

Gary Dauberman vive um bom momento em Hollywood. O roteirista assinou o recente Annabelle 2 – A Criação do Mal (mais bem recebido que o primeiro filme) e também escreverá o próximo longa do universo expandido de Invocação do Mal, The Nun. De todos esses trabalhos recentes, o mais elogiado pode ser It – A Coisa, e certamente terá sido o mais desafiador, haja vista a complexidade e o tamanho do material original escrito por Stephen King.

Em entrevista ao Slash Film, Gary Dauberman explicou como começar a adaptação de um longa-metragem baseado em um livro de 1150 páginas. “Da página um”, ele disse, explicando que por isso os roteiristas da primeira versão desse novo It — Cary Fukunaga (True Detective) e Chase Palmer — se concentram apenas no Clube dos Otários no início do filme.

Georgie, o menino aterrorizado por Pennywise na chuvosa Derry.

Segundo ele, a decisão é acertada pois não apenas apresenta as crianças e seu universo ao público, como dá um direcionamento ao filme antes de Pennywise (Bill Skarsgard) entrar em cena. “Claro que precisamos de Georgie (Jackson Robert Scott) dentro do esgoto, mas é preciso contar a história do ponto de vista dos Otários e ver aonde isso nos leva. Não dá pra sair muito disso, que também ajuda a reduzir um pouco o campo, o foco”, diz Dauberman.

Outro ponto importante na adaptação foi seu conhecimento prévio do livro de King. “Eu conheço o livro muito bem. Li várias vezes ao longo da vida, e várias vezes antes de começar [a escrever o roteiro]. Isso me permitiu fechar o livro, colocá-lo de lado, apenas escrever e então ver o que eu estava esquecendo e o que não, do que as pessoas sentiam falta…”, ele lembra, enfim dizendo que o auxílio do diretor Andy Muschietti foi fundamental. “Andy tinha milhares de ideias, que foram sendo incorporadas. Foi um processo de constante diálogo com Andy, os produtores e também com o livro”, Gary Dauberman finaliza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.